Madrigal

Madrigal
"Para os amantes do puro néctar da existência,
que são as palavras, melodias, a oração que eleva o espírito."

Marcos Pedini

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Colcha de Retalhos

COLCHA DE RETALHOS

Qual colcha de retalhos
minha vida,
fui juntando os pedaços,
costurando...
um veludo...uma renda,
um pouco de cetim,
um paetê brilhando
ou coisa assim...
As vezes uma nesga de algodão,
um cânhamo puído
se esgarçando...
e um resto que sobrou da fantasia
de arlequim...


MarizaAlencastro

Um comentário:

Paulo disse...

Este poema, por si só, é de uma beleza ímpar, mas torna-se ainda mais rico, porque retrata a alma de sua autora.